Aplicativo Artrix revoluciona o seguimento de logística…

Aplicativo Artrix revoluciona o seguimento de logística…

Um software capaz de otimizar a contratação de fretes desde o momento em que as cargas são colocadas nos caminhões e ainda por cima acompanhá-las online do ponto de partida até o destino final foi desenvolvido recentemente por um time de programadores cuiabanos e colocado no mercado há cerca de um mês. Batizado de Artrix Painel do Frete, o programa foi criado pela incubadora Weeke Aplicativos.

 

Além da óbvia segurança dada ao dono da carga, no que tange a se defender dos constantes assaltos, é possível também ter um monitoramento mais seguro de motoristas, por exemplo,  pois a partir do GPS do celular dá para saber quantas horas cada caminhoneiro rodou, onde parou, por quanto tempo ali ficou e daí inferir se ele descansou ou mesmo chegou a desviar-se da rota por algum motivo. Isso ajudaria diretamente na redução de acidentes por sono ou cansaço excessivo.

 

“São algumas das nossas principais vantagens a comunicação instantânea, um melhor gerenciamento e gestão dos fretes (é possível saber na hora o preço a ser contratado e até mesmo a cotação dependendo do destino), além de a transportadora poder monitorar e rastrear os motoristas. E isso com usabilidade muito fácil”, garante o CEO da Weeke e diretamente responsável pelo desenvolvimento do Artrix, Silvestre Carvalho, 35 anos.

 

Pronto a ser baixado e a rodar em celulares, tablets e desktops, nas palavras de Carvalho, é tecnologia revolucionária dentro do conceito de apoio no transporte de cargas. Cada processo do deslocamento tem suas informações moduladas de acordo com a necessidade de um por um dos segmentos envolvidos. Isso inclui não só os motoristas, mas os agenciadores do frete, as transportadoras e até as embarcadoras, já nos portos.

 

Em apenas 30 dias, o Artrix já foi baixado 4.600 vezes. E o potencial é muito maior do que isso, pois somente a região Centro-Oeste respondeu por cerca de 42% da produção brasileira de grãos na safra 2014/2015, chegando a 209 milhões de toneladas de, principalmente, soja, milho e algodão. Entretanto, o Estado também produz arroz, feijão, carne, madeira e muitos outros produtos e commodities.

 

Para se ter uma ideia, segundo a estimativa para 2017, feita em março pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Mato Grosso deve ser responsável por 25,3% dos 230,3 milhões de toneladas de toda a produção agrícola brasileira. O número é 25,1% maior do que o obtido em 2016, de 184 milhões de toneladas. Todos esses números referem-se a coisas que precisam ser transportadas, desde destinos nacionais próximos até os de distância máxima possível, como a China, por exemplo.

 

“Produtos como algodão são transportados com chips e etiquetas com códigos de barras dentro da carga, para tentar evitar os roubos frequentes. Nosso aplicativo oferece uma segurança ainda maior a quem vai transportá-lo”, lembra Silvestre Carvalho.

 

A ideia para criar o Artrix veio após uma temporada do CEO no Japão. Ele foi em busca de ideias e projetos para soluções em otimização. Foi quando entrou em contato com o sistema Kanban. A palavra traduzida do japonês significa literalmente sinalização e trata-se de um conceito relacionado, inicialmente, à utilização de cartões (post-its) coloridos para indicar o andamento dos fluxos de produção em empresas de fabricação em série.

 

Uma ideia criada pela maior montadora do mundo, a Toyota Motors, para melhorar a eficácia e funcionamento de seus sistemas de produção em série, mas de aplicações possíveis até mesmo na rotina escolar das crianças, de tão genial e simples que é.

 

Em cada cartão, são colocadas indicações sobre determinada tarefa: normalmente “a executar”, “em execução” e “finalizado”. A utilização de sistemas Kanban permite controle detalhado de produção com informações sobre quando, quanto e o que produzir.

 

ArtrixDeu tão certo a introdução da solução japonesa que a Weeke atende hoje nada menos que 86 empresas de diversos ramos de atuação. Mantém um banco de dados com nada menos que 4 mil usuários/clientes.

A metodologia foi empregada em meio eletrônico pela equipe de Silvestre para desenvolvimento do software Artrix ao longo de 19 meses de trabalho.  “Hoje oferecemos facilidade de acesso à informação e à utilização do sistema tanto para a transportadora quanto para o motorista. Isso faz com que haja muito mais opções de fretes disponíveis para o motorista e informação completa em tempo real para a transportadora e o dono da carga”.

 

Em resumo simples, na porta de cada transportadora é instalado um painel de TV LED grande, nele é possível ler informações quanto ao valor dos trechos de frete para cada destino. É uma forma muito mais rápida de comunicar ofertas de viagens aos motoristas e eventuais alterações em condições desse mesmo frete. “Para a transportadora, garantimos rapidez e confiabilidade no encontro do profissional com as melhores condições de realizar a sua viagem. Para os donos da mercadoria, há a certeza de transporte com qualidade, agilidade, além da comunicação instantânea, o que leva a uma maior integração com o time envolvido”.

 

Para o futuro, o CEO comemora a sondagem do software pela Cargill, gigante multinacional de origem norte-americana de produção e processamento de alimentos presente em Mato Grosso e vários outros estados e países.

 

 

Fonte: http://www.rdnews.com.br/final-de-semana/variedades/aplicativo-artrix-monitora-carga-e-aumenta-seguranca-contra-assaltos/85611

Quer saber mais sobre a ferramenta Artrix?

 

Acesse: http://www.artrix.com.br

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.