O conceito de Coworking e a maneira como ele pode ser eficaz na produtividade do profissional

O conceito de Coworking e a maneira como ele pode ser eficaz na produtividade do profissional

Coworking, como o Wikipédia define:

Coworking (ou Co-working) é um modelo de trabalho que se baseia no compartilhamento de espaço e recursos de escritório, reunindo pessoas que trabalham não necessariamente para a mesma empresa ou na mesma área de atuação, podendo inclusive reunir entre os seus usuários os profissionais liberais e usuários independentes.

 

É uma maneira utilizada por muitos profissionais autônomos para solucionar o problema de isolamento do modelo de trabalho conhecido como home office.

 

Pessoas e empresas usuárias de coworking também utilizam este modelo de trabalho para estabelecer relacionamentos de negócios onde oferecem e/ou contratam serviços mutuamente. Alguns destes relacionamentos também visam favorecer o surgimento e amadurecimento de ideias e projetos em grupo.

 

Um serviço já ofertado em Escritórios Virtuais e que hoje está mais difundido. As práticas de conduta do coworking fazem com que este modelo se aproxime mais ao modelo das cooperativas, onde o foco não está apenas no lucro, mas também na sociedade.

 

 

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Coworking
 
 
 
 

O Conceito e como surgiu

A maneira como as pessoas trabalham, já não é mais a mesma de alguns anos atrás. Atualmente não vemos mais apenas empresas operando de forma engessada, com horários rigorosos e colaboradores dentro das salas por horas seguidas. É crescente o número de pequenos negócios, profissionais freelancers, startups e empreendedores inseridos no mercado e nesse contexto que manifesta-se o coworking.

 

O coworking surgiu nos Estados Unidos no ano de 2005, quando Brad Neuberg, um engenheiro de software criou uma comunidade de trabalho com os amigos. O conceito baseia-se na ação de um grupo de profissionais trabalhando em um mesmo espaço, independentes um dos outros, o objetivo é o compartilhamento de valores e a busca pela sinergia, por conta da troca de experiências (por estarem no mesmo espaço).

 

No Brasil, a definição surgiu no ano de 2008 e já conta com mais de 100 espaços e cerca de 600 coworkes, entre eles, designers, profissionais da área de comunicação, advogados, entre outros. A ideia é que as pessoas desenvolvam seus trabalhos, sem a pressão do meio corporativo e sem o isolamento do home office, podendo assim, interagir entre si, trocar experiências, estabelecer relacionamentos e até mesmo parcerias.

 

Como funciona a dinâmica do coworking

 

O coworking funciona da seguinte forma: o profissional que deseja utilizar o espaço, paga um valor (que pode ser por hora, semanal, mensal ou através de pacotes). No ambiente, o usuário tem acesso a mesa compartilhada para trabalho, internet, sala de reunião e treinamento, telefone, impressora, entre outros atributos. Aluguel, conta de luz e água e manutenção do espaço, ficam a cargo do proprietário da instalação.

 

 

Vantagens do coworking

 

A dinâmica do coworking traz vantagens como:

 

  • Corte de gastos por parte do empreendedor referentes a criação e infraestrutura de uma empresa.
  • Economia com pagamento de salários, taxas e impostos.
  • Gera networking, visto que os profissionais, por compartilharem da mesma sala, acabam interagindo entre si.
  • Elimina o isolamento que um trabalho home office pode causar.
  • Cria um modo de trabalho dinâmico e colaborativo, onde os profissionais podem auxiliar uns aos outros.
  • Promove o convívio social, estimula os encontros aleatórios e as conversas espontâneas.
  • Facilidade na mudança de atividade, caso o negócio não vá para a frente.
  • Proporciona qualidade de vida ao profissional.

 

Desvantagens do coworking

 

Algumas desvantagens do modelo de trabalho coworking

 

  • Com a grande quantidade de pessoas em um mesmo espaço, o nível de concentração deve ser maior, o profissional pode acabar disperso e produzindo menos.
  • O fato do coworking funcionar sem delimitação de espaço pode resultar em uma falta de privacidade nos processos do profissional.
  • A informalidade do coworking pode ser um fator desvantajoso caso o ramo do seu negócio exija algum tipo de protocolo, como por exemplo em um escritório de advocacia.

 

A escolha de se trabalhar em um coworking depende única e exclusivamente do profissional, o mais viável é que sejam ponderadas certas questões do dia-a-dia de trabalho, como por exemplo:

 

Você produz melhor com metas e horários definidos?

 

Você gosta de trabalhar em equipe? Ou prefere trabalhar em casa e sozinho?

 

Você percebe que rende mais quando estabelece sua própria escala de trabalho?

 

A resposta destas e outras questões, te ajudarão a entender sobre o seu perfil profissional.

 

 

Fonte: http://www.ibccoaching.com.br/portal/o-conceito-de-coworking-e-maneira-como-ele-pode-ser-eficaz-na-produtividade-do-profissional/

 


Você já conhece a Weeke Aplicativos?!

 

Somos uma equipe especialista em desenvolver aplicativos para gestão e comunicação entre equipes, possuímos uma rede de parceiros consultores para atendimento das demandas como, Gestão de equipes, Funil de Vendas, Gestão de Ocorrências,Produtividade, Padronização e automatização de Processos…

Atendemos: Indústria, Comércio e Serviços.

 

Nossas ferramentas…

Weeke Kanban
Weeke Processos
Weeke Ocorrências
Weeke Funil de Vendas

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.