O que é gestão à vista? Aprenda como aplicá-la na sua empresa!

O que é gestão à vista? Aprenda como aplicá-la na sua empresa!

Com a aumento das tecnologias implementadas nas empresas, e a ampla concorrência do mercado, quem não se adapta, acaba ficando para trás. Para se destacar, é preciso estar sempre atualizado e disposto a implementar novas técnicas de aperfeiçoamento no seu empreendimento.

 

Para solucionar problemas, uma boa saída é a aplicação da metodologia de gestão à vista.

 

 

O que é gestão à vista?

 

A exigência do mercado faz com que os negócios busquem por uma gestão competente de seus processos e com metas em resultados. Essa demanda se acentua com a ampliação da concorrência e da globalização.

 

Levando em conta a mundialização das operações, observamos que os processos internos e externos das empresas ganharam velocidade, para acompanhar a rápida alteração de demanda do mercado e garantir o bem-estar de seus clientes.

 

Para tanto, é preciso integrar os processos, por meio de indicadores eficazes, que apresentem realmente o que está ocorrendo na operação e que, ao serem estudados, ofereçam uma visão concisa e objetiva, voltada à melhoria. Esses indicadores almejam mostrar para toda a empresa, em todos os níveis, quais são os processos que necessitam de maior cuidado, assim como aqueles que ainda podem ser otimizados.

 

Ou seja, a base da gestão à vista é integrar as equipes dentro de uma empresa, deixando claro as informações relevantes, mostrando números e indicadores aos gestores e aos colaboradores.

 

Assim, o acompanhamento dos dados possibilita a tomada de decisões no curto prazo — ou a identificação de problemas —, com possibilidades de correções em maior tempo hábil. Sobretudo, as informações devem ser claras e de fácil acesso, tendo em vista que o acompanhamento será feito por diversas pessoas de setores diferentes.

 

 

Quais são as vantagens?

 

O método de gestão à vista oferece vários benefícios à empresa. Com a divulgação dos dados relevantes, os gestores das equipes passam a acompanhar o desenvolvimento de cada setor, motivando os seus colaboradores a superarem desafios e atingirem as metas.

 

De fato, com os números atualizados em mãos, é possível realizar o acompanhamento dos dados gerados pela empresa, possibilitando a tomada de decisões — que possa antecipar possíveis erros ou resultados ruins.

 

As atualizações constantes reforçam o seu posicionamento enquanto gestor e auxiliam a sua equipe no trabalho executado. Da mesma forma, os colaboradores são estimulados a desenvolver um bom trabalho, visando os resultados apresentados.

 

 

Como é a implementação?

 

Assim como qualquer tipo de mudança ou novidade dentro de uma empresa, a implementação da gestão à vista requer alguns cuidados. Tendo em vista que algumas informações são pertinentes apenas a certos setores do negócio, deve-se selecionar quais serão os dados que precisam estar presentes na divulgação, bem como a forma como serão divulgados.

 

Padrões visuais devem ser estabelecidos e mantidos em todos os setores, assim como a relevância dos dados, para que não haja mais informações que o necessário. Assim, os gestores devem se preparar para utilizar os dados divulgados da melhor maneira possível, de forma eficiente.

 

Para a estabilização e sucesso na implementação da gestão à vista, precisamos atentar para alguns pontos:

 

  • é preciso que haja uma uniformização dos indicadores que farão parte da gestão à vista, como também deve-se criar os padrões visuais. Essa figura é essencial para que possa subsistir sempre uma base para comparação temporal;

 

  • para a renovação e manutenção dos indicadores, deve-se nomear uma pessoa ou uma equipe responsável por reunir as informações e nutrir frequentemente os quadros;

 

  • é necessário treinar e preparar os líderes para utilização do instrumento, de modo que eles sejam capazes de divulgar o conceito entre os colaboradores e tomar decisões firmes a partir das informações.

 

Como realizar a gestão à vista?

 

Existem várias maneiras de realizar a gestão à vista. Dentre elas, algumas são muito utilizadas e apresentam resultados eficazes dentro das empresas. Confira agora:

 

 

1. Kanban

 

Podemos apontar como exemplo de gestão à vista, o mecanismo criado por Taiichi Ohno, ex vice-presidente da Toyota Motors — influenciado pelo conceito de supermercado — em que as prateleiras eram reabastecidas apenas quando estavam totalmente vazias.

 

Com origem japonesa, o termo Kanban significa “cartão” ou “sinalização”, tendo como objetivo controlar a produção e a movimentação do material em processos produtivos. Uma vez que sua meta é eliminar os componentes desnecessários referentes à produção e, assim, reduzir os custos, ele está ajustado ao Sistema Toyota de Produção, relacionado a sistemas puxados e ao conceito de Just in Time.

 

Desse modo, o Kanban é um instrumento sinalizador, que fornece instruções para a produção do momento certo em que um novo lote deve ser fabricado. Nesse padrão, cada etapa do processo só deve criar um produto ou serviço no momento em que um processo posterior ou o cliente final o pedir.

 

Normalmente usados em meio impresso, os cartões retratam a necessidade de peças ou itens para o processo produtivo. O foco principal do sistema é permitir uma fina sintonia entre a gestão do estoque e a produção, sem a precisão da comunicação verbal.

 

 

2. Dashboards

Dashboards são painéis que mostram métricas e indicadores importantes para alcançar objetivos e metas traçadas de forma visual, facilitando a compreensão das informações geradas.

 

Podem ser compreendidos como um acúmulo de indicadores, agrupados por certa necessidade (departamento, data, área, máquina), a fim de possibilitar a compreensão e a interpretação das informações. Podem ser usados também para uma equiparação de desempenhos e objetivos a serem cumpridos.

 

Acima de tudo, esses painéis necessitam ser atualizados frequentemente, demonstrando coerência em relação aos conceitos de gestão à vista e garantindo o valor das informações. Quando possível, também precisam ser complementados automaticamente por sistemas de informação, para assegurar a rapidez no acesso aos indicadores.

 

 

 

 

3. Sinalização de layout

 

Essa espécie de estratégia também associada à gestão à vista possui como objetivo garantir que o espaço de trabalho permaneça organizado. Ou seja, todos os itens precisam estar em seu devido lugar.

 

Isso visa garantir que a equipe mantenha o material dentro das áreas definidas, evitando que os corredores sejam obstruídos (garantia de fluidez) e ainda que não haja excesso de materiais nas áreas.

 

 

4. Instruções de trabalho

 

A utilização de instruções de trabalho também faz parte das estratégias de gestão à vista. O seu foco é conceder que todos os colaboradores fortaleçam as suas atividades de modo padronizado. Dessa forma, as instruções de trabalho precisam garantir a percepção da sequência de atividades a serem desenvolvidas de maneira rápida e segura.

 

 

5. Sinalização de áreas de risco

 

Por fim, o uso da gestão à vista também é de extrema relevância para a identificação e sinalização de áreas que possam apresentar alguma espécie de risco à segurança dos colaboradores e das pessoas em geral.

 

 

A importância da gestão à vista para o negócio

 

Como você viu até aqui, essa metodologia é eficaz como poucos outros sistemas conseguem ser. Isso porque a gestão à vista possui por princípio propagar dados importantes sobre a atual performance de um empreendimento e de cada setor no qual ele se insere. Tudo de maneira clara e sucinta e em um local de fácil visibilidade, para que todos os funcionários e colaboradores tenham acesso a essas informações.

 

Desse modo, todos possuem consciência de suas próprias metas. E mais: conhecem como cada equipe está em relação às outras, ampliando a produtividade.

 

 

 

Fonte: http://www.universidadebi.com.br/o-que-e-gestao-vista-aprenda-como-aplica-la-na-sua-empresa/

 

 

 

Inicie seu negócio com uma gestão completa e eficaz!

Você conhece a ferramenta Weeke Kanban ?

O Weeke Kanban lhe possibilita a gerenciar seus projetos, delegar as tarefas, mensurar os resultados e o tempo de conclusão, ter uma comunicação clara de toda a equipe envolvida em cada projeto, estimar um prazo de conclusão e acompanhar em tempo real sua equipe em cada tarefa.

 

Venha conhecer e veja como funciona: //www.weeke.com.br/project/kanban/

 


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.